Archive for novembro \11\UTC 2010

Rotina

11 de novembro de 2010

Rotina

Ao ofício. Com a premissa idiota de descansar. Relaxar. Com a pior das premissas não se passa nem da segunda linha.
O certo é que acordei perturbado com você. Com seu gesto e seu rosto. Acordei enjoado e feliz. Enjoado da cerveja e feliz pois tive que catar você pela casa. Pelos cantos amendoeiras e livros empoeirados. Era uma coisa estranha depois do pesadelo sem nenhum significado acordar suado e cansando da noite tenebrosa e você espalhada pela casa, conta dum vendaval besta de noite que eu não vi nada. Suas fotos. Nossas fotos. Pelo chão. Tive coração ofegante. Mas foi tudo. Foi bom te buscar pelos cantos e meios de sala pequena.

Foi bom voltar ao oficio. Desisto rápido. Você me liga e eu preciso ouvir. De você. Que a vida tem mais sentido do que essas palavras.

Anúncios